UFC demite 3 meninas mas poupa Jessica Eye. Entenda:

Em um artigo recente divulgamos a demissão de 3 atletas do UFC incluindo uma brasileira (Clique aqui). Porém o que mais chamou a atenção dos leitores foi o exemplo mencionado de Jessica Eye que apesar de ter apenas 1 vitória válida em 7 lutas, ao que tudo indica receberá outra oportunidade do UFC. Mas, a que se deve tamanha bondade com uma atleta que já foi flagrado no doping e que vem de 4 derrotas seguidas?

Muitos brasileiros desconhecem, mas Jessica Eye tem uma história de vida comovente, tendo sido atropelada juntamente com seu pai quando ainda era adolescente além de superar problemas com drogas e diversos conflitos familiares. A atleta se tornou inspiração para muitos americanos e acredita que só se tornou uma lutadora por conta dos fortes conflitos que viveu.

Eye já foi campeã de outro evento menor, além de ter passagem pelo Bellator e ter impressionado por lá. Sua estreia no UFC foi vitoriosa batendo Sara Kaufman, a ex-campeã do strikeforce, porém Jessica foi pega no anti-doping e o resultado foi alterado para No Contest.

Algo curioso sobre Jessica Eye é que TODAS as atletas que ela já enfrentou no UFC eram ranqueadas na ocasião, sendo Sara Kaufman (2), Alexis Davis (3), Leslie Smith (13), Miesha Tate (2), Julianna Pena (12) ,Sara Mcmann (6) e Bethe Correia (11). Sua única vitória válida foi sobre a atleta de menor posição no ranking, Leslie Smith.

Falando em Leslie Smith, quem não se lembra daquela luta em que os poderosos golpes de Jessica Eye fizeram a orelha da adversária ficar pendurada, vencendo a luta por interrupção médica? Aquela vitória deu muita moral para Eye que parecia incrível e fez o UFC apostar muitas fichas nela lhe dando pela frente somente atletas duras, já que a atleta vinha trazendo empolgação em suas batalhas.

As boas atuações da americana no octógono também são um fator a ser considerado. Apesar de não vencer, Jessica nunca foi finalizada ou nocauteada no evento, perdendo sempre por decisão e em dois casos decisão dividida, mostrando que não venceu por pouco.

Por último, vale ressaltar o fator mídia. Jessica além de uma boa atleta é bonita e sabe promover bem suas lutas. Em sua última atuação contra a brasileira Bethe Correia, somente nos EUA, mais de um milhão e trezentas mil pessoas estavam ligadas na luta das meninas, sendo este um dos melhores números do ano e impulsionando a venda de pay-per-view.

É claro que nunca saberemos o que se passa na cabeça do poderoso chefão Dana White e não será surpresa para ninguém se em algum momento for anunciada a demissão de Jessica Eye, porém aqui estão alguns dos fatores que podem ter levado o Ultimate a conceder mais outra chance a ela.

COMENTÁRIOS

comentários

Edgard Garcia
Edgard Garcia, brasileiro, amante de lutas e de esportes. "Vejo o MMA como paixão mundial dentre alguns anos, e amanhã, quando olhar para trás, quero ver o quanto o esporte evoluiu, as oportunidades cresceram e a vida de muitos tomou um rumo melhor por meio do desporto".

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA