Ronda Rousey entre o recomeço e o fim

Ronda Rousey x Amanda Nunes será realizado no dia 30 de dezembro em Las Vegas valendo o cinturão do peso galo, para os ‘haters’ da loira, a americana não deveria voltar a lutar pelo título perdido em novembro do ano passado quando Holly Holm em uma atuação impecável, nocauteou Rowdy com um lindo chute alto, expondo todas as brechas do jogo em pé da ex judoca com aura de imbatível.

A loira desapareceu por muito tempo, deu poucas entrevistas, não expos sua rotina nas redes sociais e até mesmo evitou polêmica com outras lutadoras. Muitos fãs acreditavam que Ronda iria encerrar a carreira, mas sua alma desportiva incentiva a ela dar a volta por cima, a pegar o que era seu, a dominar a sua categoria e a ser o centro das atenções novamente por onde passar e ser capa nos principais sites de MMA de todo mundo.

O Ultimate criou a categoria peso pena para 2017, caso Ronda vença Amanda e Holm vença Randamie poderíamos tem uma revanche entre duas campeãs e faturar um cinturão inédito seria uma grande motivação para a ex campeã.

Ela tem totais condições de vencer Amanda Nunes, disso ninguém duvida e caso consiga pode reescrever sua história, criar um legado maior que já possui, e para isso precisará estar com as condições psicológicas em dia porque voltar após uma derrota devastadora não é fácil.

Mas ao mesmo tempo que Rousey poderá reiniciar seu legado, ela poderá estar mais perto do final de carreira do que nunca, não digo na forma física ou técnica, a americana já deixou claro que adora gravar filmes e que em breve irá pendurar as luvas. Uma nova derrota, a segunda seguida não poderá motivar a decisão de torna-se atriz em tempo integral de forma mais precoce?

Amanda atropelou Miesha Tate no UFC 200, machucou a americana com duros golpes no primeiro round, a derrota pesou para que ‘Cupcake’ decidisse abandonar o esporte após novo reves no UFC 205 contra Raquel Pennington.

Curiosamente Ronda tem Amanda no seu caminho e poderá tomar o mesmo rumo da sua grande rival, caso a brasileira vença não vejo Rousey com um estímulo suficiente em continuar lutando após duas derrotas, ela não soube lidar com as críticas, sempre foi aberta a falar sobre tudo e sobre todos mas não aguentou quando isso voltou para si mesma.

O destino de Ronda está nas suas mãos no dia 30 de dezembro e somente após o encerramento do combate teremos a resposta, sobre o destino da sua carreira.

COMENTÁRIOS

comentários

Pedro Henrique
Respiro WMMA 26 horas por dia, só irei descansar quando as mulheres chegarem no mesmo nível dos homens!