Especial: Mackenzie Dern

“O meu sonho aconteceu, três títulos mundiais em um ano, campeã Abu Dhabi World Pro, campeã do Mundial da IBJJF e campeã do ADCC 2015”. Mackenzie Dern usou essa frase nas suas redes sociais para resumir como foi realizar a maior proeza da sua carreira neste ano. Ninguém nunca duvidou da sua capacidade técnica, já que a sua evolução vem crescendo constantemente, mas em um esporte dominado por Gabi Garcia, por tantos anos, quem iria apostar que o nome do jiu-jitsu seria a jovem atleta de 22 anos?

Em janeiro, Dern chegou a fazer a final do absoluto do Campeonato Europeu mais disputado de todos os tempos, foi superada por Gabi Garcia, um resultado esperado pela grande maioria. Durante o decorrer do ano que sua estrela iria brilhar em Abu Dabhi, Estados Unidos e Brasil.

Em abril, ela conquistou pela primeira vez o Abu Dhabi World Pro, em cima de Vanessa Oliveira, vencendo por 6×0, Dern raspou e pegou as costas da sua adversária no tempo regulamentar. Mas os fãs lembram mesmo, é da histórica vi†ória sobre Gabi Garcia.

“Provei que nada é impossível”, Mackenzie disse, visivelmente emocionada.

Foram seis minutos que jamais serão esquecidos pela atleta, que usou e abusou da sua agilidade e velocidade para confundir uma das suas maiores rivais no tatame. Gabi no começo do duelo foi punida quando tentava domar a guarda arisca de Mackenzie, o tempo foi se esgotando é uma invencibilidade de seis anos também foi por água abaixo.

Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF

Qual seria o próximo passo de Mackenzie após derrotar Gabi Garcia? Não satisfeita com ela foi atrás do seu primeiro título no Mundial da IBJJF, como faixa-preta, em maio deste ano. E o ouro veio em cima de Michelle Nicolini e por finalização.

“Tem aquele velho ditado do Jiu-Jitsu que reforça: ‘Para você ser de fato a melhor, precisa vencer as melhores’”, lembra Mackenzie. “Acho que, por isso, o que mais me marcou nessa conquista foi ter vencido meu primeiro título mundial na faixa-preta em cima da atual campeã. Não é fácil ganhar e ainda finalizar uma atleta como a Michelle na final. Todo mundo sabe que na faixa-preta o nível é muito alto, especialmente uma final de mundial”.

A conquista do ADCC 2015

A cereja do bolo, qual lutador não quer conquistar o torneio mais charmoso de luta agarrada? E Mackenzie novamente cravou seu nome no primeiro lugar, para isso finalizou Kethe Engen na chave de pé no sábado, pelas quartas, já no domingo superou Bia Mesquita com uma inversão (2 a 0), e na grande final raspou uma das suas maiores rivais, Michelle Nicolini por último para ser conquistar o ouro, a luta que levantou o público paulista marcou no placar, 4 a 4, mas nas regras da organização puxar para guarda rende uma punição e Nicolini pagou por isso.

Nicolini ou Gabi Garcia? Qual é a maior rival de Mackenzie Dern? A filha do saudoso Megaton já tem seu nome escrito na história da arte suave, lembrando que ela tem apenas 22 anos.

COMENTÁRIOS

comentários

Pedro Henrique
Respiro WMMA 26 horas por dia, só irei descansar quando as mulheres chegarem no mesmo nível dos homens!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA