Cris Cyborg agradece chance de lutar no Brasil

Missão dada e missão cumprida, Cris Cyborg estrelou a luta principal do UFC Brasília e venceu Lina Lansberg por nocaute técnico no segundo round. A campeã do peso pena do Invicta FC não escondia a felicidade de atuar no país novamente e agradeceu em entrevista para o canal oficial do Ultimate.

UFC Brasília
24 de setembro, em Brasília (DF)

CARD PRINCIPAL

Cris Cyborg venceu Lina Lansberg por nocaute técnico aos 2m29s do R2
Renan Barão venceu Phillipe Nover por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Roy Nelson venceu Antônio Pezão por nocaute aos 4m10s do R2
Francisco Massaranduba venceu Paul Felder por interrupção médica aos 2m25s do R3
Eric Spicely venceu Thiago Marreta por finalização aos 2m58s do R1
Godofredo Pepey venceu Mike de La Torre por finalização aos 3m03s do R1

CARD PRELIMINAR

Michel Trator venceu Gilbert Durinho por decisão unânime (triplo 30-27)
Rani Yahya venceu Michinori Tanaka por decisão unânime (triplo 29-28)
Jussier Formiga venceu Dustin Ortiz por decisão unânime (30-27, 29-27 e 29-28)
Erick Silva venceu Luan Chagas por finalização aos 3m57s do R3
Alan Nuguette venceu Steven Ray por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Vicente Luque venceu Hector Urbina por nocaute a 1m do R1
Gregor Gillespie venceu Glaico França por decisão unânime (triplo 29-27)

PREMIAÇÃO

Vicente Luque e Eric Spicely levaram US$ 50 mil cada pelas “Performances da Noite”
Erick Silva e Luan Chagas levaram US$ 50 mil cada pela “Luta da Noite”

COMENTÁRIOS

comentários

Pedro Henrique
Respiro WMMA 26 horas por dia, só irei descansar quando as mulheres chegarem no mesmo nível dos homens!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA